Tire Suas Dúvidas Sobre os Remédios para Emagrecer!

As pílulas, ou remédios para emagrecer, ainda são um assunto muito polêmico. “Quando usar?”, “como usar?”, “quais os benefícios e riscos para os usuários?”, entre outras, são só algumas dúvidas de muitas pessoas. Por isso, resolvemos responder as perguntas mais comuns sobre pílulas para emagrecer, e as listamos abaixo:

1 – Como age um remédio para emagrecer?

Há vários tipos de remédios com efeitos diferentes, e os mais utilizados pertencem a três grupos: anoxígenos (inibem o apetite), inibidores de absorção de gorduras e sacietógenos (estimulam a sensação de saciedade). Todos atuam no sistema nervoso central.

2 – É possível emagrecer rápido com remédios?

Tomar remédios para emagrecer estimula o emagrecimento, mas não funciona sozinho. É necessário reeducar os hábitos alimentares e praticar exercícios físicos para conseguir um resultado melhor.

3 – O resultado do tratamento com remédio para emagrecer é definitivo?

Não. Para emagrecer, é necessário manter uma dieta saudável e praticar exercícios físicos regularmente para reeducar o corpo. Muitas pessoas acreditam que só remédios podem fazer emagrecer, mas pesquisas mostraram que muitas as pessoas voltam a engordar mesmo depois de um tratamento com remédios.

4 – Quais são os riscos de tomar remédios para emagrecer que não foram aprovados?

As pílulas que não foram analisadas, não têm sua eficácia comprovada e podem causar efeitos colaterais variados. Quem opta por usar, não tem nenhuma garantia de resultados e corre o risco de ter jogado dinheiro fora, ou pior: pode fazer mal à saúde e até causar dependência.

5 – Por que antidepressivos emagrecem?

Os antidepressivos atuam diretamente no SNC (Sistema Nervoso Central), e estimulam os neurotransmissores que estão relacionados com a sensação de saciedade e fome. Esse tipo de medicamento ajuda a controlar a tristeza e ansiedade, sentimentos que nos levam a comer mais como uma forma de aliviar a sensação.

6 – Por quanto tempo se pode tomar um remédio para emagrecer?

Isso depende do caso, da situação do paciente e do remédio. Um médico deve avaliar o caso e o custo benefício especialmente para o paciente, ou seja: consulte um médico antes de começar a se medicar.

7 – Por que os remédios que contém anfetamina não podem mais ser usados para emagrecer?

A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), proibiu a venda de remédios para emagrecer com anfetamina porque essas drogas poderiam causar dependência. Essa media é muito controversa, já que todos os remédios para emagrecer atuam no SNC (Sistema Nervoso Central) e por isso também podem causar dependência, assim como os sedativos.

8 – O que é eficaz para emagrecer junto com remédios?

É necessário começar uma dieta saudável para a reeducação alimentar. O ideal é se alimentar várias vezes ao dia com alimentos leves e saudáveis, mas em pequenas porções. O consumo de carboidratos deve ser diminuído mas não cortado de uma vez.

Para que a pessoa consiga emagrecer de vez, é preciso que novos hábitos sejam incorporados e mantidos. Mesmo depois de um longo período de dietas e prática de exercícios físicos, não se pode deixar esses hábitos de lado. Pode diminuir o ritmo, mas se abrir mão dos hábitos saudáveis incorporados, o ganho de peso poderá ser mais rápido.

Ainda tem alguma dúvida? Pergunte para nós!